Taliban: ?estátuas serão destruídas em 3 dias?

O ministro da Informação e Cultura Taliban, o mulá Qudratullá Jamal, afirmou neste sábado que as estátuas de Buda esculpidas em uma montanha na província de Bamiyan, no centro do Afeganistão, serão ?completamente destruídas? e que os trabalhos de destruição total serão encerrados em ?três dias?. Os líderes do Taliban garantiram hoje que já destruíram grande parte dos gigantescos monumentos espalhadas pelo país. A destruição das estátuas, as maiores de Buda em pé do mundo, e segundo a Unesco, parte do patrimônio cultural da humanidade, despertou a indignação da comunidade internacional. Os extremistas estão destruindo as obras por contrariarem a proibição islâmica do culto a ídolos antropomórficos.A Unesco pediu que os demais governos islâmicos da região intercedessem junto aos líderes do Taliban pela preservação dos monumentos. O Metropolitan Museum, de Nova York, se ofereceu para retirar as imagens e incorporá-las ao seu acervo. Nenhuma das hipóteses foi aceita pelo governo Taliban. Segundo o mulá, dezenas de "ídolos" já foram destruídos nas cidades de Herat, Ghazni, Cabul e Jalalabad desde o início quinta-feira. ?Os ídolos são fáceis de quebrar e não tomam muito tempo?, disse. O Afeganistão, país asiático devastado por 20 anos de uma sangrenta guerra civil, é dominado pela milícia Taliban desde 1996. De lá para cá, os líderes do movimento ordenaram profundas modificações na sociedade: é proibido assistir ao cinema e à tevê, tirar fotos e ouvir música. O Taliban é especialmente severo com as mulheres.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.