Talibãs assumem autoria de mortes de estrangeiros

Os talibãs se responsabilizaram pelo assassinato de três trabalhadores de ajuda estrangeiros e dois afegãos no noroeste do Afeganistão, no pior ataque contra as agências internacionais de ajuda desde que a milícia radical islâmica foi derrotada no final de 2001.O grupo foi emboscado perto de Jair Jana, povoado do distrito de Kadis, na província de Badghis, a 550 km da capital Kabul.Os estrangeiros mortos ? um holandês, um norueguês e uma belga - foram contratados pelo escritório holandês da organização Médicos Sem Fronteiras. Os afegãos eram tradutor e motorista do trio.A emboscada certamente colocará em dúvida a questão da segurança dos empregados de ajuda no sul e leste do país, onde talibãs estão aumentando as ações contra as eleições nacionais previstas para setembro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.