Tanques israelenses deixam a cidade de Nablus

Grande parte dos tanques israelenses deixou na manhã deste domingo a cidade de Nablus, a maior do norte da Cisjordânia, com 180 mil habitantes, onde aconteceu a mais violenta ofensiva de Israel, em 3 de abril, deixando pelo menos 75 palestinos mortos. Entre as vítimas estão cinco crianças, sete mulheres e quatro idosos. Annan Attira, porta-voz do governo local, disse que é impossível determinar o número de mortos, pois ainda há um grande número de desaparecidos que podem estar debaixo dos escombros ou em prisões israelenses. A parte antiga da cidade de Nablus foi totalmente destruída.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.