Tarefa no Afeganistão está distante do fim, diz Rumsfeld

O secretário de Defesa dos EUA, Donald Rumsfeld, disse que o trabalho dos aliados no Afeganistão está longe de ser concluído e que os principais líderes do Taleban e da al-Qaeda ainda não foram encontrados. Em entrevista transmitida pela TV, Rumsfeld disse: "Estamos fazendo progressos e, como disse o presidente, continuaremos firmes até que o objetivo seja atingido", disse. Rumsfeld afirmou ainda que "há conflitos em Kondoz, ao norte". Sobre a captura dos líderes do Taleban e da al-Qaeda, Rumsfeld disse tratar-se de um processo. ?Alguns foram mortos, outros estão escondidos e não há informações em particular sobre a localização de líderes do primeiro escalão". Rumsfeld disse que a al-Qaeda, composta em sua maior parte por árabes, ampliou seu controle em algumas partes do país. "Eles têm sido combatentes ativos e organizadores do Taleban". O secretário afirmou ainda que algumas equipes das forças especiais norte-americanas foram inseridas no sul do Afeganistão e têm interditado a maior parte das estradas que ligam o norte ao sul do país para questionar suspeitos. Rumsfeld disse que a fronteira do Afeganistão é porosa e que pessoas têm entrado e saído do país, especialmente pelas fronteiras com o Paquistão e com o Irã. As informações são da agência Dow Jones. Leia o especial

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.