Tarek Aziz pega 15 anos de prisão

Tarek Aziz, ex-chanceler de Saddam Hussein, foi declarado ontem culpado de crimes contra a humanidade e sentenciado a 15 anos de prisão pela execução, em 1992, de 42 comerciantes acusados de elevar os preços quando o Iraque estava sob sanções da ONU. O primo de Saddam Ali al-Majid, conhecido como "Ali químico", também recebeu 15 anos de prisão por seu envolvimento no caso. Majid tem três penas de morte por massacres.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.