Taro Aso se candidata a primeiro-ministro do Japão

Outros possíveis candidatos são Fukushiro Nukaga, Taku Yamasaki e Sadakazu Tanigaki

Efe,

13 de setembro de 2007 | 03h42

O ex-ministro de Relações Exteriores do Japão Taro Aso, atualmente secretário-geral do Partido Liberal Democrático (PLD), confirmou nesta quinta-feira, 13, que apresentará sua candidatura à sucessão do primeiro-ministro Shinzo Abe, informou a rede pública de televisão japonesa NHK. Segundo a NHK, Aso fará um anúncio oficial ainda nesta quinta, logo depois da divulgação do calendário para a apresentação de candidaturas à Presidência do PLD. Outros possíveis candidatos à Presidência do partido e portanto à chefia de governo são o ministro das Finanças, Fukushiro Nukaga, o ex-vice-presidente do PLD Taku Yamasaki e o ex-ministro de Finanças Sadakazu Tanigaki. Além disso, militantes pediram que o ex-primeiro-ministro Junichiro Koizumi seja candidato, por enquanto sem sucesso. O atual chanceler, Nobutaka Machimura, também está sendo pressionado a se candidatar. A apresentação de candidaturas deverá ser aberta nesta sexta-feira. A votação está prevista para quarta-feira. Os cargos de primeiro-ministro japonês e presidente do PLD são unidos há mais de meio século na política japonesa. A exceção foi num breve parêntese, entre 1993 e 1994. O PLD não tem maioria no Senado, mas seu cômodo domínio da Câmara Baixa garante que seu candidato será designado primeiro-ministro.

Tudo o que sabemos sobre:
JapãoTaro AsoShinzo Abe

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.