Tatuagens podem causar doenças, alerta a União Européia

Hepatite, aids, infecções causadas por fungos e bactérias, reações alérgicas, melanoma, hanseníase. E essas são apenas algumas das doenças e problemas de saúde que podem ser causados por tatuagens e piercings. O alerta é da União Européia, onde as autoridades de saúde estão preocupadas com as conseqüências indesejáveis da chamada arte corporal. De acordo com o comissário europeu Philippe Busquin, responsável pela pesquisa, metade dos piercings acaba provocando infecções graves e houve pelo menos duas mortes causadas por eles. Além disso, pouco se sabe sobre a estrutura química e toxicidade de muitos dos corantes usados nas tatuagens e, na prática, muita gente estava injetando tinta para automóveis no corpo. "Exceto por um número pequeno de corantes, liberados para uso no organismo, muitos dos agentes químicos usados nas tatuagens são corantes industriais, originalmente produzidos para outros usos, em automóveis, por exemplo, ou até mesmo para escrever", diz o relatório. Há casos de choque, provocado por produtos tóxicos, tétano, doenças sexualmente transmissíveis e tuberculose.

Agencia Estado,

18 Julho 2003 | 22h38

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.