Andy Manis/AP
Andy Manis/AP

Taxa de desemprego nos EUA é a menor desde janeiro de 2009

Economia criou 114 mil empregos no mês, segundo o Departamento de Trabalho do país

AE, Agência Estado

05 de outubro de 2012 | 10h21

WASHINGTON - A taxa de desemprego nos EUA caiu para 7,8% em setembro, o menor nível desde janeiro de 2009, e a economia do país criou 114 mil empregos no mês, segundo informou nesta sexta-feira, 5, o Departamento de Trabalho do país. O dado ficou abaixo da alta de 118 mil vagas esperada pelos economistas ouvidos pela Dow Jones.

Veja também:

linkCasa Branca diz que dados de emprego mostram economia se recuperando

linkRomney: economia continua em dificuldade sob gestão de Obama

forum CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK

Esse é o primeiro relatório de emprego (payroll) desde que o Federal Reserve Bank, o banco central americano, anunciou no mês passado seu novo programa de compras de ativos, por meio do qual vai adquirir US$ 40 bilhões por mês em títulos lastreados em hipotecas (MBS, na sigla em inglês). O programa só vai terminar quando houver uma melhora significativa no mercado de trabalho, segundo o Fed.

O Departamento do Trabalho informou também que os números dos payrrolls de agosto e julho foram revisados fortemente para cima. Agora o governo afirma que em agosto foram criadas 142 mil vagas de trabalho, antes a estimativa anterior de 96 mil. Já em julho foram abertos 181 mil postos, contra a leitura inicial de 141 mil novas vagas.

Os números do payroll e da taxa de desemprego são obtidos em pesquisas separadas - eles às vezes divergem no curto prazo, mas normalmente se movem na mesma direção. Em outras circunstâncias, a queda na taxa de desemprego foi causada pela saída de pessoas da força de trabalho, mas não foi isso que ocorreu em setembro.

O setor privado foi responsável pela criação de 104 mil vagas em setembro, com destaque para os setores de saúde, transporte e armazenagem. Já na área industrial foram fechadas 16 mil vagas. Enquanto isso, o setor público contribuiu com a geração de 10 mil postos de trabalho.

No acumulado do ano, a economia americana tem criado uma média de 143 mil vagas de trabalho por mês em 2012, ante uma média de 153 mil no mesmo período do ano passado.

O relatório do Departamento do Trabalho mostra ainda que os ganhos médios por hora trabalhada subiram US$ 0,07, para US$ 23,58. A semana de trabalho média subiu 0,01 hora, para 34,5 horas em setembro. Uma medida mais ampla do desemprego, que inclui trabalhadores com ocupações de meio período, ficou estável em 14,7% em setembro.

As informações são da Dow Jones

Tudo o que sabemos sobre:
Eleições nos EUAdesempregosetembro

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.