Tea Party vence primárias para o Senado no Texas

O candidato do grupo Tea Party nas primárias para o Senado no Texas, Ted Cruz, derrotou de forma convincente o candidato do establishment republicano e assim garantiu o direito de ser indicado pelo Partido Republicano para substituir o senador Kay Bailey Hutchison, que se aposenta.

AE, Agência Estado

01 de agosto de 2012 | 11h53

O vitória do ex-procurador-geral do Texas, que teve o apoio dos eleitores fortemente conservadores, balançou a estrutura política do Estado amplamente republicano. A disputa foi acompanhada nacionalmente, mostrando um vívido contraste entre a cúpula republicana, representada pelo vice-governador David Dewhurst, e os ativistas populares e conservadores.

"Nós estamos testemunhando um grande despertar", disse Cruz para simpatizantes em Houston logo após Dewhurst reconhecer a derrota. "Milhões de texanos, milhões de americanos, estão se erguendo para recuperar nosso país, para defender e restaurar a Constituição". Mais de 1 milhão de texanos participaram do pleito, comparecimento surpreendente para uma votação que aconteceu no meio do verão.

Vindo do poderoso cargo de vice-governador, Dewhurst era o favorito para conseguir o direito de disputar uma vaga no Senado pelo Partido Republicano. Mas Cruz, filho de um imigrante cubano, com sua presença de palco e ideias ainda mais conservadoras, conseguiu o apoio dos adeptos do Tea Party, movimento que defende um Estado mínimo e livre de impostos. Ele foi endossado pela ex-governadora do Alasca, Sarah Palin, e pelo ex-candidato à presidência Rick Santorum, entre outros conservadores proeminentes. O Partido Democrata não elege um Senador no Texas desde 1994. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
EUAeleiçãosenadoTea Party

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.