Teerã condena assassinato de cinco iranianos no Iraque

O Irã condenou o assassinato por supostos insurgentes sunitas iraquianos de cinco motoristas de caminhões-pipa no domingo, 15, na conflituosa localidade de Baquba, ao norte deBagdá, informam nesta segunda-feira, 16, os meios de comunicação locais.O porta-voz do Ministério de Exteriores iraniano, Mohammad Ali Hosseini, qualificou de "ação selvagem e contrária ao Islam" o assassinato dos cinco caminhoneiros, e explicou que três deles eram sunitas do nordeste iraniano e que os dois restantes eram xiitas.Hosseini insistiu em que seu país não diferencia os sunitas exiitas do Iraque "quando apresenta sua ajuda humanitária ao povo e ao governo iraquianos".Também acusou aos "ocupantes do Iraque", em alusão aos Estados Unidos e o Reino Unido, de "negligência" e "indiferença" em relação às ações que desestabilizam a segurança do país.O Irã responsabiliza EUA e Reino Unido pelo conflito entre osmuçulmanos sunitas e xiitas do Iraque, enquanto Washington afirma que Teerã apóia grupos insurgentes que atacam suas tropas nesse país.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.