, O Estado de S.Paulo

08 de novembro de 2010 | 00h00

O primeiro ministro do Irã, Manouchehr Mottaki, propôs ontem nova rodada de reuniões sobre o programa nuclear iraniano o mais breve possível e sugeriu que ela seja realizada na Turquia, aliado que já tentou mediar o caso. As conversações foram suspensas há um ano por decisão dos governos europeus e americano, que suspeitam das intenções de Teerã. O Irã assegura que seu projeto nuclear é apenas para a produção de energia, e não para fins militares. As potências propuseram que a reunião ocorra dia 15 em Viena.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.