Teerã rejeita interferência de outros países na Síria

Líder supremo diz que o Irã continuará defendendo Damasco por causa de sua posição de resistência a Israel

TEERÃ, O Estado de S.Paulo

30 Março 2012 | 03h01

O líder supremo do Irã, o aiatolá Ali Khamenei, disse ontem que seu país se opõe a qualquer intervenção na Síria e exortou Damasco a continuar apoiando a "resistência" contra Israel. Ele se encontrou ontem em Mashhad com o premiê turco, Recep Tayyip Erdogan, ex-aliado do ditador Bashar Assad, que agora defende sua saída do poder.

"O Irã defenderá a Síria em razão de sua política de resistência ao regime sionista (Israel) e se opõe firmemente a qualquer interferência estrangeira no país", disse o aiatolá, de acordo com seu site oficial. O líder supremo apoiou as reformas anunciadas por Assad e se opôs a qualquer plano criado para a questão síria.

"A América não aceita nenhuma nação como independente e isso deve ser levado em consideração nas tomadas de decisões dos países islâmicos", acrescentou. A Síria, assim como o Irã, apoia a milícia radical xiita libanesa Hezbollah, que travou uma guerra com Israel em 2006.

Na quarta-feira, o chanceler iraniano, Ali Akbar Saleh respaldou o plano do enviado especial da ONU para a Síria, Kofi Annan, que não exige a saída de Assad e pede o fim da violência.

Questão nuclear. Ainda ontem, Erdogan reuniu-se com o presidente iraniano, Mahmoud Ahmadinejad, para discutir o impasse no programa nuclear iraniano.

Erdogan, que em 2010 tentou intermediar ao lado do Brasil um acordo com Teerã, defendeu o direito do Irã à energia nuclear e disse que a Turquia pretende fazer o mesmo no futuro.

Os dois líderes também discutiram possíveis novas parcerias comerciais, que podem aliviar o impacto provocado pelas sanções comerciais impostas a Teerã pelos EUA e pela União Europeia. Em 2011, o comércio bilateral entre turcos e iranianos foi de US$ 16 bilhões. / REUTERS

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.