Televisão iraniana exibe confissão de detido por atentado

A televisão iraniana exibiu nesta sexta-feira, 16, imagens de um dos detidos em relação com o atentado de quarta-feira no leste do país, nas quais reconhece ser membro do grupo radical sunita Jundollah (Soldados de Deus), que assumiu o ataque.Durante dois minutos, o suposto terrorista Nasrulah Shamsi Zehi confessou sua relação com o atentado com carro-bomba em Zahedan, capital da província de Sistão-Baluchistão, que causou a morte de 11 pessoas, incluindo quatro militares."No passado, cometia atos diabólicos, e há três meses entrei no braço político do grupo terrorista Jundollah com a ajuda de um amigo", disse Zehi, cujas confissões foram transmitidas também pela agência nacional de notícias "Irna".Zehi também afirmou que o grupo Jundollah lhe pagava 10 milhões de riales iranianos (cerca de ? 900) por cada operação terrorista, e que tinha recebido treinamento militar por dois meses no Paquistão, que faz fronteira com Sistão-Baluchistão.As autoridades iranianas anunciaram na quinta-feira a detenção de 48 pessoas em reação com o atentado, sendo três supostos autores, e vincularam a organização radical com os serviços de espionagem dos Estados Unidos e do Reino Unido.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.