Têm alta os últimos 12 pacientes de Sars em Pequim

Os últimos 12 pacientes de Sars em Pequim foram declarados em alta - mas, por medida de precaução, continuarão hospitalizados, informou a imprensa estatal chinesa nesta terça-feira. ?Este parece ter sido o fim da síndrome respiratória aguda severa na China?, disse Bob Dietz, o porta-voz da Organização Mundial da Saúde em Pequim. Mas a recuperação dos pacientes ?não significa o fim da Sars?, disse ele. ?Nós, como sempre, permanecemos vigilantes?. Os 12 pacientes não apresentam mais os sintomas da também chamada pneumonia asiática e não estão mais infectados, declarou Lang Wannian, vice-diretor do Departamento Municipal de Saúde da capital chinesa, à agência Nova China. No entanto, eles continuam sendo tratados dos rins e de problemas cardíacos de que já sofriam antes de serem infectados pela Sars, disse a agência de notícias estatal. A reportagem da Nova China apareceu hoje nas primeiras páginas dos principais jornais chineses, ao lado de declarações do presidente Hu Jintao de que a derrota imposta à enfermidade na China foi uma vitória do sistema comunista. ?Sob a liderança do Partido Comunista, conquistamos a importante vitória sobre a Sars e também mantivemos o desenvolvimento econômico, o que mostra as vantagens do sistema socialista?, disse Hu em um discurso na segunda-feira durante uma conferência anti-Sars; trechos do discurso também foram transmitidos pela televisão estatal chinesa.

Agencia Estado,

29 Julho 2003 | 11h33

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.