Marcos Correa/PR
Marcos Correa/PR

Temer envia carta a primeira-ministra do Reino Unido e lamenta ataque

Presidente brasileiro manifesta solidariedade a May e a todos os londrinos

Isadora Peron, Estadao Conteudo

22 de março de 2017 | 21h18

Em carta enviada à primeira-ministra do Reino Unido, Theresa May, o presidente Michel Temer repudiou o ataque que deixou pelo menos 4 mortos e 40 feridos nas proximidades do Parlamento em Londres. O presidente também lamentou o atentado pelo Twitter.

"Em nome do povo e do governo brasileiros, e em meu próprio, estendo a Vossa Excelência, e a todos os londrinos e britânicos, nossa mais sentida solidariedade. Nossos pensamentos voltam-se, muito especialmente, para as vítimas e seus familiares", escreveu Temer.

O presidente afirmou ainda que o Brasil se junta ao Reino Unido e a outros países que "compartilham a convicção na força da democracia e repudiam qualquer forma de extremismo violento".

O ataque ocorreu às 14h40 (11h40 em Brasília) e marcou o retorno da violência a uma grande capital europeia, exato um ano após os atentados de Bruxelas. A autoria do ataque ainda está sendo investigada. O atentado se desenvolveu em duas fases. Por volta das 14h40, o motorista de um veículo SUV acelerou pela Ponte de Westminster, no centro de Londres, e atropelou pedestres.

A trajetória do veículo só foi interrompida centenas de metros à frente, quando o motorista colidiu contra as grades do Parlamento. Então, um homem desceu e correu em direção ao posto de segurança do Old Palace Yard, o principal acesso à sede do Legislativo, usada por deputados e primeiros-ministros. Armado de uma faca, lançou-se contra dois policiais, atingindo um deles - que morreu minutos mais tarde.

 

Tudo o que sabemos sobre:
Londres

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.