AP Photo/Sebastian Scheiner
AP Photo/Sebastian Scheiner

Temer lamenta violência entre Israel e Palestina e faz 'um chamado à paz'

Presidente utilizou sua conta no Twitter para enviar mensagem; 'Nossa solidariedade com os feridos e as famílias dos mortos', escreveu

Renan Truffi, O Estado de S.Paulo

14 Maio 2018 | 15h02

O presidente Michel Temer lamentou por meio de seu perfil no Twitter, nesta segunda-feira, 14, os confrontos com soldados israelenses que deixaram dezenas de palestinos mortos e feridos na Faixa de Gaza. A região é palco de protestos contra a transferência da embaixada americana de Tel-Aviv para Jerusalém, realizada hoje.

"Lamento profundamente os terríveis episódios de violência na fronteira entre Israel e a Palestina. Nossa solidariedade com os feridos e as famílias dos mortos. O Brasil faz um apelo à moderação, um chamado à paz", escreveu o presidente.

Segundo autoridades palestinas, 52 palestinos morreram e cerca de 1,7 mil ficaram feridos. Um dos mortos era um adolescente de 14 anos, informaram as mesmas fontes. Isso porque soldados israelenses abriram fogo quando os manifestantes se aproximaram da cerca que divide o território.

A emissora de TV Al-Jazeera afirmou que um de seus repórteres ficou ferido enquanto cobria as manifestações. O jornalista Wael Dhadouh foi "ferido por munição real das forças israelenses", disse a emissora em sua conta no Twitter, sem detalhar a gravidade dos ferimentos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.