REUTERS/Paul Hanna
REUTERS/Paul Hanna

Temor de novos atentados afeta calendário esportivo e cultural da Europa

Amistoso entre as seleções da Espanha e da Bélgica, previsto para Bruxelas foi cancelado; no campo artísticos, bandas de rock e artistas pop também desistiram de se apresentar em Paris e região

O Estado de S. Paulo

17 de novembro de 2015 | 11h01

BRUXELAS - A ameaça de novos ataques terroristas na Europa pode alterar também o calendário esportivo e cultural da região e transformar jogos em situações políticas. Ao mesmo tempo em que a partida amistosa entre Espanha e Bélgica marcada para esta terça-feira, 17, em Bruxelas foi cancelada por recomendação do centro nacional de crise, Inglaterra e França realizarão um amistoso no emblemático estádio de Wembley.

Além disso, um jogador americano da equipe espanhola de Bilbao Basket se recusou a viajar para Nanterre, nas proximidades de Paris, para enfrentar a equipe local em jogo valido pela Eurocup.  Mas não foram só os eventos esportivos que foram afetados: bandas como U2, Foo Fighters, Motorhead, Deaftones e Coldplay, além do artista pop Prince cancelaram apresentações na capital francesa ou em países vizinhos nos últimos dias.

Já as atrações turísticas da França estão em sua maioria abertas e funcionando normalmente e agora contam com um reforço das medidas de segurança, como no Museu do Louvre, onde soldados armados patrulham o pátio perto da entrada do local. Um das exceções no entanto, é a Torre Eiffel, marco da cidade, que funcionou normalmente na segunda-feira, mas que voltou a ser fechada nessa terça em razão de um defeito nos equipamentos de segurança instalados depois dos ataques do Estado Islâmico.

Bruxelas. O centro de crise, reunido pelo ministério belga do Interior, recomendou o cancelamento do jogo após o órgão de coordenação para análise de ameaças (Ocam) aumentar o alerta terrorista para nível 3 (grave) em todo o país, destaca o comunicado. "Esta ameaça envolve, particularmente, os locais com forte concentração de pessoas." A União Belga de Futebol (URBSFA) confirmou a anulação do jogo. "O governo entrou em contato com a URBSFA esta noite (segunda-feira) e recomendou o cancelamento da partida entre Bélgica e Espanha na noite de terça-feira", afirmou o organismo.

"Após consultar as autoridades competentes e a seleção espanhola, a URBSFA decidiu cancelar a partida. Lamentamos que um amistoso seja cancelado de última hora e entendemos a decepção dos torcedores, mas diante de circunstâncias excepcionais, não podemos assumir qualquer risco em matéria de segurança dos nossos jogadores e torcedores", explicou a URBSFA.

O comunicado da federação informou que o jogo seria cancelado, embora uma mensagem no Twitter da conta oficial em inglês da URBSFA tenha informado que seria somente adiado. A federação acrescentou que mais informações seriam divulgadas nesta semana para as pessoas que compraram ingressos. A previsão era de que 50 mil pessoas assistissem ao jogo na noite de terça-feira, no estádio Rei Balduíno.

Wembley. A polícia de Londres prometeu uma robusta presença nos arredores e no interior do estádio de Wembley durante a amistoso entre Inglaterra e França, nesta terça-feira, para qual é esperada um público de até 80 mil pessoas.

Segundo a Scotland Yard, policiais estarão com armas visíveis em diversos pontos próximos ao estádio, um cenário incomum em um país onde grande parte dos policiais não carrega armas.

Além disso, para demonstrar solidariedade com os franceses, o telão do estádio incentivará os britânicos a cantarem o hino nacional da França, antes do início da partida.

Basquete. Além do amistoso em Bruxelas, o medo de novos atentados na França fez o pivô americano Shawn James, que joga pela equipe espanhola Bilbao Basket, se recusar a viajar para Nanterre, a 20 quilômetros de Paris, para enfrentar a equipe local pela Eurocup.

"James não viaja por uma decisão própria. Gostaríamos de contar com ele, mas não podemos assumir a responsabilidade caso cheguemos lá e não tenhamos segurança", afirmou o treinador do Bilbao Basket, Sito Alonso, em entrevista ao diário espanhol El País, antes de a equipe viajar para a Nanterre.

Dirigentes do Bilbao Basket tentaram adiar o jogo em razão da preocupação com a segurança, mas o pedido foi recusado pelos dirigentes da Eurocup. Na manhã desta terça-feira, a equipe espanhola treinou em Nanterre para o jogo, previsto para às 20h30 (hora local).  / AFP, REUTERS e EFE

Tudo o que sabemos sobre:
EuropaEspanhaBélgicaParis

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.