Efe
Efe

Tempestade abrevia visita do papa Francisco a cidade filipina atingida por tufão

O líder católico viajou neste sábado ao extremo leste do país para confortar sobreviventes do devastador tufão Haiyan

Estadão Conteúdo

17 de janeiro de 2015 | 08h29

O papa Francisco viajou neste sábado ao extremo leste das Filipinas para confortar sobreviventes do devastador tufão Haiyan, que atingiu a região em 2013, mas foi obrigado a abreviar a visita por causa da aproximação de outra tempestade.

Durante missa realizada numa manhã chuvosa, acompanhada por uma multidão que incluía sobreviventes do Hayan, o pontífice declarou ter dificuldades de encontrar as palavras certas ao se ver cercado por tanta dor.

"Tantos de vocês perderam tudo", disse Francisco a 150 mil fiéis católicos reunidos em um campo aberto próximo ao aeroporto de Tacloban, a cidade filipina mais afetada pelo Haiyan. "Não sei o que dizer a vocês, mas Deus certamente sabe o que dizer a vocês. Alguns de vocês perderam parte de seus familiares. Tudo que posso fazer é manter o silêncio. E caminho ao lado de todos vocês com meu coração silencioso."

Muitos dos fiéis choraram durante a fala do papa, tomados pela memória do tufão que, em 8 de novembro de 2013, devastou vilarejos inteiros com ventos furiosos e ondas de sete metros de altura que causaram a morte ou o desaparecimento de mais de 7.300 pessoas.

Com a previsão da chegada da tempestade tropical Mekkhala a uma ilha próxima conhecida como Samar, no fim da tarde ou começo da noite de hoje (pelo horário local), a visita do pontífice a Tacloban foi encerrada quatro horas antes do previsto.

"Peço desculpas a todos vocês", disse Francisco, falando em italiano. "Fico triste com isso, realmente entristecido."

O papa, que chegou às Filipinas após visitar o Sri Lanka, como parte de uma viagem de uma semana à Ásia, deverá realizar uma grande missa na capital do país, Manila, neste domingo. A expectativa é que a cerimônia seja assistida por 6 milhões de pessoas. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Filipinaspapa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.