AFP PHOTO / ACN / STR
AFP PHOTO / ACN / STR

Tempestade Alberto provoca inundações em Cuba e mata sete

Autoridades disseram que duas pessoas estão desaparecidas; milhares de hectares de plantações foram perdidos e centenas de imóveis ficaram destruídos

O Estado de S.Paulo

02 Junho 2018 | 18h28

HAVANA - Sete pessoas morreram durante as fortes chuvas e inundações que atingiram Cuba nesta semana em razão da passagem da tempestade subtropical Alberto.

+ Tempestades castigam florestas e são um desastre para o clima

+ Tempestade tropical Eliakim deixa ao menos 20 mortos em Madagáscar

O Estado-Maior Nacional da Defesa Civil informou ainda que duas pessoas estão desaparecidas. Uma delas é um jovem de 17 anos, que pode ter sido arrastado pelas correntezas do rio Arimao. A outra é um homem de 51 anos, que desapareceu na Província de Ciego de Ávila.

+ Tempestade tropical Tembin perde força antes de chegar ao Vietnã

+ Tempestade tropical Tembin deixa mais de 200 mortos nas Filipinas

Segundo o relatório oficial, divulgado pela imprensa estatal, todas as vítimas - seis homens e uma mulher - morreram afogadas.

As fortes chuvas provocaram várias inundações e fizeram com que as autoridades fossem obrigadas a abrir represas para evitar problemas ainda maiores. O grande volume de água causou inúmeros prejuízos na ilha, especialmente na infraestrutura de transporte e no fornecimento de água e energia.

Milhares de hectares de plantações foram perdidos em razão das inundações, e centenas de imóveis ficaram destruídos nas províncias afetadas e na capital Havana.

Ao longo da semana, mais de 50 mil pessoas de quatro províncias tiveram de deixar suas casas e foram levadas para albergues montados pelas autoridades locais. / EFE

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.