Tempestade ameaça última missão do Atlantis

Tempestades e raios ameaçavam hoje o lançamento da última missão do programa de ônibus espaciais dos Estados Unidos, marcado para amanhã. Um raio atingiu uma torre de água situada a apenas 150 quilômetros da plataforma de lançamento e técnicos se apressaram na busca de eventuais danos aos sistemas elétricos. Uma comissão foi rapidamente reunida e tudo indicava não haver danos nem à nave nem à plataforma.

AE, Agência Estado

07 de julho de 2011 | 20h12

Se as condições climáticas permitirem, o lançamento do Atlantis marcará o início da última missão do programa de ônibus espaciais da Nasa, a agência aeroespacial norte-americana, iniciado há 30 anos. O Atlantis levará a bordo quatro astronautas norte-americanos em uma viagem de 12 dias rumo à estação espacial internacional, onde eles realizarão uma série de experiências científicas.

O lançamento está marcado para as 11h26 (horário local, 12h26 em Brasília), mas pode ser adiado até domingo. Hoje, a Nasa estimava em apenas 30% as chances de condições climáticas favoráveis no horário previsto para o lançamento.

Quando o Atlantis retornar à Terra, os EUA não usarão mais ônibus espaciais. A alternativa será pegar carona nas cápsulas espaciais Soyuz, da Rússia. Cada vaga nas viagens das aeronaves russas custará cerca de US$ 63 milhões para os norte-americanos. Até agora, 46 foram reservadas pelos EUA nos próximos cinco anos. As informações são da Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.