Oli SCARFF / AFP
Oli SCARFF / AFP

Tempestade atinge Reino Unido e deixa um morto

Chuvas torrenciais causaram inundações, centenas de voos foram cancelados e o Exército, mobilizado

Redação, O Estado de S.Paulo

16 de fevereiro de 2020 | 20h14

LONDRES - A tempestade Dennis atingiu neste domingo, 16, o Reino Unido com fortes ventos e chuvas torrenciais que provocaram inundações e deixaram pelo menos um morto - um homem que caiu no Rio Tawe em Gales do Sul. Centenas de voos foram cancelados e o Exército foi mobilizado.

Segundo um tuíte da Agência de Meio Ambiente, ao meio-dia havia 594 “alertas contra inundações”, um número inédito no Reino Unido. Os alertas se concentravam em uma zona que vai do sul da Escócia até a Cornualha (sudoeste da Inglaterra) onde vários rios transbordaram.

Em Aberdaron, ao sul de Gales, foram registrados ventos de mais de 145 km/h. Centenas de voos domésticos permaneceram em terra, anunciaram as companhias British Airways e EasyJet.

O Instituto Meteorológico britânico colocou o sul de Gales em alerta vermelho, o nível mais elevado, em razão das fortes chuvas trazidas pela tempestade. O alerta vermelho significa “condições meteorológicas perigosas” que provocam “risco de morte”, assim como perigo de interrupção no fornecimento de energia e danos nas infraestruturas.

No sul de Gales caíram 132,8 mm de chuva entre sábado e a manhã deste domingo, o equivalente a um mês de precipitações neste período na região, segundo o Instituto Meteorológico. As autoridades ordenaram a retirada dos moradores da localidade galesa de Skenfrith e o Exército foi enviado a West Yorkshire, uma zona do norte da Inglaterra duramente afetada no fim de semana passado pelas inundações provocadas pela tormenta Ciara.

Dois cadáveres foram encontrados no sábado frente à costa do sul da Inglaterra, em meio a um mar agitado, quando começava a tormenta. Mas não se sabe se essas mortes estão relacionadas à tempestade.

França. Na região francesa de Bretanha, mas de 30 mil casas ficaram sem energia elétrica por causa da chuva. À noite, os serviços meteorológicos franceses levantaram o alerta laranja para essa região depois que as rajadas de vento caíram para menos de 100 km/h. 

O tráfego de ferryboat entre a França e o Reino Unido sofreu atrasos em razão do mau tempo, informaram as duas companhias que fazem o percurso. / AFP

 

Tudo o que sabemos sobre:
Reino Unido [Europa]França [Europa]

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.