Christopher Millette/Erie Times-News via AP
Christopher Millette/Erie Times-News via AP

Tempestade causa a morte de ao menos 7 pessoas no nordeste dos EUA

A maioria das vítimas foi atingida por árvores que caíram; mais de 2.800 voos foram cancelados

O Estado de S.Paulo

03 Março 2018 | 12h30

NOVA YORK - Ao menos sete pessoas morreram em consequência da tempestade que atinge o nordeste dos Estados Unidos, provocando nevascas, intensas chuvas e fortes ventos, em meio ao cancelamento de milhares de voos e partidas de trens.

Um menino de seis anos morreu após uma árvore cair sobre sua casa enquanto dormia, anunciaram as autoridades do condado de Chesterfield, na Virgínia.  No mesmo Estado, um homem de 44 anos morreu quando uma árvore caiu sobre seu caminhão, informou a polícia de James City. 

Na região de Baltimore, na Costa Leste, uma mulher de 77 anos perdeu a vida também por queda de árvore, em Kingsville, segundo a polícia local. Árvores arrancadas pelos ventos mataram ainda um menino de 11 anos, em Putnam Valley, Estado de Nova  York, e um idoso em Rhode Island. 

Ao menos 2.800 voos foram cancelados e mais de 2.000 sofreram atrasos. Os trens foram suspensos e outros serviços administrativos interrompidos pela tempestade, que afeta o nordeste dos Estados Unidos desde a noite de quinta-feira.

Está previsto que esta tempestade invernal, que afeta uma zona que se estende de Maryland a Massachusetts, termine neste sábado.

Na região de Washington, as condições climáticas marcadas por rajadas de vento de 120 km/h obrigaram o governo a interromper os serviços administrativos federais, e as escolas da capital federal permaneceram fechadas.

As fortes precipitações constatadas desde o fim da noite de quinta-feira provocaram também o cancelamento de mais de 2.800 voos nacionais e internacionais, segundo o site FlightAware.

Metade dos voos com chegada e partida do aeroporto nova-iorquino de LaGuardia, o mais afetado pela tempestade, foi cancelada, assim como mais de 20% dos voos em outros dois aeroportos de Nova York, John F. Kennedy e Newark, em Boston (Logan) e Washington (Reagan).

Amtrak, a companhia nacional de trens, anunciou a suspensão temporária de todos os serviços da zona nordeste "por segurança" e manteve até o destino os que já estavam circulando entre Washington, Nova York e Boston.

Mais ao norte, de New Jersey a Massachusetts, o serviço meteorológico nacional (NWS) advertiu sobre o risco de imersões costeiras e inundações no interior.

Nas regiões costeiras de New Jersey, dos Estados de Nova York e de Massachusetts, a temperatura, ligeiramente superior a 0°C, provocou uma mistura de neve derretida, granizo e chuva, e se esperava mais de dez centímetros de precipitações nas próximas 30 horas em algumas partes de Long Island, perto de Nova York.

Nas zonas do interior, algumas nevascas atingiram 30 centímetros no centro do Estado de Nova York, segundo o serviço de meteorologia nacional.

A intensidade do evento aumentou em razão de um fenômeno conhecido como "bomba meteorológica", que consiste em uma forte queda da pressão atmosférica.

/ Com informações da AFP e EFE

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.