Tempestade de neve provoca novo caos no transporte da Europa

Serviço meteorológico da região prevê fortes nevascas no norte da Escócia, Irlanda do Norte, Gales e partes da Inglaterra; baixas temperaturas podem durar até o fim de janeiro

Efe

18 de dezembro de 2010 | 20h20

Sem solução. Motoristas em Londres sofrem com o tráfego decorrente de acidentes e nevascas. Alguns chegam a passar a noite em seus veículos

A forte onda de frio e neve que atinge a Europa causou neste sábado, 18, novos transtornos no transporte aéreo, ferroviário e rodoviário do continente, especialmente no Reino Unido, Holanda, Alemanha, França e Itália.

O mau tempo voltou a paralisar o Reino Unido com o fechamento das pistas nos aeroportos internacionais de Heathrow e Gatwick e atingiu os aeroportos de London City, Exeter, Cardiff, Aberdeen e Bristol.

Da mesma forma que prejudicou o transporte na Alemanha, França, Holanda e o centro da Itália, a neve e as baixíssimas temperaturas no Reino Unido causaram situações caóticas em estradas e ferrovias.

Centenas de motoristas passaram a noite em seus veículos na estrada na região do grande Manchester, na Inglaterra, como consequência do acidente.

O serviço meteorológico prevê fortes nevascas no norte da Escócia, Irlanda do Norte, Gales e partes da Inglaterra e anunciou que as baixas temperaturas podem durar até o fim de janeiro.

Os principais aeroportos da Bélgica e Holanda também registraram cancelamentos e grandes atrasos neste sábado. Embora o aeroporto da capital belga funcione com normalidade, alguns voos foram cancelados com destino à Holanda, Suíça e Alemanha.

No aeroporto de Schiphol em Amsterdã, 3 mil passageiros tiveram que pernoitar no saguão por causa de dezenas de voos cancelados enquanto problemas nas estradas holandesas impediram a circulação dos trens locais.

O aeroporto de Florença, na Itália, voltou a abrir esta tarde ao tráfego aéreo, embora o de Pisa seguia fechado à espera de melhores condições meteorológicas.

A Aviação Civil na França anunciou a redução de 15% dos voos previstos para esta tarde no principal aeroporto francês, o parisiense de Roissy - Charles de Gaulle.

Também foram registrados tráfego nas estradas e atrasos nos trensna França. Cerca de 30 departamentos franceses, a maior parte deles do oeste, estão em alerta pela neve.

A Alemanha, que já está há quase três semanas sob uma camada de neve provocada pelo temporal "Petra", voltou lentamente à normalidade neste sábado, após centenas de voos cancelados e retenções quilométricas nas estradas durante a sexta-feira.

Os maiores aeroportos do país, como Frankfurt, Munique, Düsseldorf e Tegel-Berlim recuperavam a normalidade embora muitos acumulam atrasos.

Um porta-voz do aeroporto de Frankfurt, o de maior tráfego da Europa continental, informou que até as 15h um total de 233 voos dos 1.340 previstos para o sábado tinham sido cancelados, número inferior aos 560 suspensos na sexta-feira.

Tudo o que sabemos sobre:
Europanevefriocaosaeroporto

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.