Tempestade deixa oito mortos na Austrália

100 mil moradores do Vale de Hunter e da Costa Central estão sem eletricidade

Agencia Estado

15 Junho 2007 | 02h48

O estado australiano de Nova Gales do Sul enfrenta neste domingo, 10, inundações que crescem e se agravam pela forte chuva que não pára de cair desde a sexta-feira, embora a tempestade que causou oito mortes, um desaparecido e vários danos materiais tenha passado. O leito do rio Hunter continua subindo, e rios e riachos da região do Vale de Hunter transbordaram arrastando árvores, carros e casas. Várias casas foram evacuadas. Nessa área, um jovem de 29 anos morreu na noite de sábado quando uma árvore caiu em cima de seu carro, e um casal perdeu a vida ao ser arrastado em seu veículo por uma enchente quando cruzava uma ponte. Os corpos do casal foram recuperados pelas forças de segurança na sexta-feira à noite. No litoral Central, os serviços de socorro localizaram e recuperaram os cadáveres de uma mulher de 29 anos, seu marido, de 30, e seus três filhos, de 9, 3 e 2 anos, que viajavam em um carro na sexta-feira quando foram arrastados pela corrente. Um homem de 40 anos continua desaparecido na localidade de Newcastle. Mais de 100 mil moradores do Vale de Hunter e da Costa Central estão sem eletricidade e as autoridades advertem que o abastecimento de água e o serviço telefônico podem ser cortados na noite deste domingo.

Mais conteúdo sobre:
Austrália tempestade inundação

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.