Tempestade Hanna chega aos EUA; furacão se aproxima

A tempestade tropical Hanna passou pelas praias do litoral da Carolina do Norte e do Sul na manhã de hoje, com fortes ventos e chuvas, mas aparentemente causando poucos danos no início de sua veloz corrida ao Norte, rumo à Nova Inglaterra, onde deverá chegar amanhã. As autoridades já estão atentas ao poderoso furacão Ike, a centenas de km no Atlântico. Este furacão de categoria três, com ventos de 185 km por hora, pode se aproximar da Flórida, Sul dos EUA, até segunda-feira, enquanto Hanna se afasta para o Canadá e o Norte do Atlântico. "Hanna se encaminha rapidamente para o Norte, deixando atrás o sol para o fim de semana", disse o porta-voz de Myrtle Beach, Mark Kruea. Mais ao Norte, autoridades da Carolina do Norte informaram que mais de 30 mil pessoas estão sem eletricidade por causa da passagem da tempestade na parte leste do estado. O Centro Nacional de Furacões em Miami disse que o centro da tempestade Hanna atingiu a terra por volta das 3h20 locais com ventos de 96 km por hora. A tempestade chegou enfraquecida aos EUA depois de causar enchentes violentas e centenas de mortos no Haiti. O Ike, por sua vez, pode se tornar o pior temporal a atingir o Sul da Flórida desde o Andrew, em 1992, o furacão de deixou danos de mais de US$ 26 bilhões e 65 mortes. Autoridades federais disseram que equipes de busca e resgate, equipamentos de comunicações e equipes médicas foram deslocadas para a Flórida e ao longo da Costa do Golfo do México, numa tarefa complicada pelas mudanças de rumo do Ike. Os turistas receberam ordem de deixar as ilhas Key a partir da manhã de hoje. Vários estados do Sul dos EUA sofreram nas últimas semanas com a tempestade tropical Fay e o furacão Gustav. O Ike, segundo as previsões, deverá evitar o Haiti, que luta para se recuperar das devastadoras enchentes causadas pela Hanna, que mataram pelo menos 163 pessoas. O país mais pobre das América enfrenta a destruição causada pelos três temporais que deixaram mais de 280 mortos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.