Tempestade Igor torna-se o quarto furacão da temporada 2010

Igor deve seguir uma trajetória rumo ao noroeste, sem ameaçar nenhum território

EFE, EFE

12 de setembro de 2010 | 13h45

A tempestade Igor aumentou de intensidade no oceano Atlântico e se transformou em um furacão de categoria 2 com ventos de 165 km/h, informou o Centro Nacional de Furacões (NHC) dos Estados Unidos em seu boletim das 12h, horário de Brasília. Com isso, a temporada de furacões do Atlântico deste ano passa a somar quatro dessas tormentas, até agora.

 

De acordo com o centro, Igor deve seguir uma trajetória rumo ao noroeste, passando a certa distância das Pequenas Antilhas, por isso não ameaça nenhum território. O NHC também avisou sobre a formação da 12ª depressão tropical que se transformará, provavelmente, na décima tempestade tropical da temporada.

 

Esta depressão tropical se encontra a 400 quilômetros das ilhas de Cabo Verde, com ventos de 55 km/h.

 

Desde o início da temporada de furacões no Atlântico, no dia 1º de junho, já foram formadas nove tempestades tropicais e quatro furacões. Desses quatro, dois chegaram a categoria 4 na escala de intensidade Saffir-Simpson, de no máximo cinco pontos.

 

A Administração Nacional Oceânica e Atmosférica dos EUA (NOAA, na sigla em inglês) prevê a formação de 14 a 20 tempestades e de 8 a 12 furacões, que podem afetar os Estados Unidos, o Caribe, a América Central e o Golfo do México.

 

Segundo os meteorologistas, esta será uma temporada "muito ativa" porque, desses furacões, entre quatro e seis podem ser de grande intensidade, com ventos superiores a 177 km/h.

Tudo o que sabemos sobre:
EUAfuracãoIgor

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.