Tempestade interrompe ações contra vazamento no Golfo

Tripulantes a bordo de navios no Golfo do México se preparavam hoje para se retirar do local por causa de uma tempestade tropical que está se formando no Caribe e praticamente paralisou as atividades para conter o vazamento de um poço de petróleo da British Petroleum (BP). Embora a tempestade esteja a centenas de milhas do local do vazamento e não vá entrar no golfo nos próximos dias, funcionários ordenaram que os técnicos que tentam fechar o poço interrompam suas atividades porque serão necessários dias para liberar a região, onde cerca de 65 navios fazem parte dos esforços de contenção.

AE-AP, Agência Estado

22 de julho de 2010 | 12h23

"Há um caos controlado aqui", disse o tenente Patrick Montgomery a um repórter da agência de notícias Associated Press a bordo de uma embarcação da Guarda Costeira que se encaminhava ao local do vazamento. Com 75 tripulantes, o barco é o principal de pesquisa e resgate da Guarda Costeira e será o último a deixar o local no caso de evacuação.

Poucos dias antes da esperada conclusão de um poço de alívio, cujo objetivo é estancar o fluxo de petróleo, o encarregado do governo para comandar as ações contra o vazamento, o almirante da reserva da Guarda Costeira Thad Allen, disse que o trabalho está suspenso. Para piorar, ele afirmou que a situação climática pode exigir a reabertura da cúpula de contenção por cerca de uma semana, permitindo que o óleo vaze para o mar durante dias enquanto os engenheiros esperam a passagem da tempestade.

"Isto vai necessariamente ser uma decisão pessoal", disse Allen, que espera para ver como o fenômeno climático se desenvolve antes de decidir se ordena que os navios e seus tripulantes, estacionados a cerca de 80 quilômetros da costa, se dirijam para locais mais seguros.

As equipes locais planejavam reforçar com cimento os poucos metros de um túnel de alívio que será usado para injetar lama no poço e fechá-lo definitivamente. Mas a BP suspendeu a tarefa e, em vez disso, colocou uma tampa temporária dentro do túnel, para o caso de ele ter de ser abandonado até que a tempestade passe.

A tempestade passou ontem sobre o Haiti e a República Dominicana e meteorologistas disseram que ela provavelmente vai se mover para o Golfo do México no final de semana. De acordo com eles, há 40% de chances que a tempestade se torne uma depressão tropical ou uma tempestade tropical até amanhã.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.