Tempestade inunda casas e mata homem na Grécia

Uma pessoa morreu e outra está desaparecida depois que uma tempestade arrasou estradas e inundou casas e fazendas em toda a Grécia, informaram autoridades locais. O corpo de um homem de 41 anos foi descoberto pela guarda costeira próximo da área central da cidade grega de Volos. Ele foi arrastado por ventos violentos que derrubaram seu veleiro. Outro homem desapareceu depois que seu carro foi levado pela correnteza do rio na região da Pieria, cerca de 400 quilômetros ao norte de Atenas.

AE-AP, Agencia Estado

25 de outubro de 2009 | 18h03

Os bombeiros resgataram dez pessoas que estavam presas em suas casas ao norte da capital da Grécia. Vários animais se afogaram e fazendas e colheitas foram atingidas por chuvas pesadas. "Recebemos mais de 250 chamados pedindo ajuda por causa das enchentes durante o fim de semana", contou um bombeiro.

A estrada nacional que liga Atenha a Peloponeso ficou bloqueada por causa de deslizamentos, informou a política local. O Serviço Nacional de Meteorologia disse que as tempestades devem continuar durante a noite de hoje e amanhã.

Em agosto, incêndios ocorridos no subúrbio de Atenas destruíram centenas de hectares de floresta e forçaram as pessoas a deixarem suas casas. O foco atingiu a popularidade do governo conservador, que acabou perdendo as eleições para os socialistas no começo deste mês.

As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Gréciatempestademortes

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.