Tempestade Jeanne mata mais de 100 no Haiti

Enchentes provocadas pela tempestade tropical Jeanne mataram mais de 100 pessoas no Haiti. Estradas e campos continuam inundados. Dias depois da passagem de Jeanne, sobreviventes buscam refúgio nos tetos de casas e no alto de árvores. O número oficial de mortos chega a 109, com base em dados do governo e de grupos humanitários. Autoridades esperam números ainda maiores.A tempestade Jeanne encontra-se agora a leste das Bahamas e meteorologistas prevêem que ganhe força sobre o mar aberto ao longo da semana, enquanto se dirige aos Estados Unidos. Na costa noroeste do Haiti, em Gonaives, terceira maior cidade do país com cerca de 250.000 habitantes, as pessoas caminham com lama pelos tornozelos do lado de fora da prefeitura. Dentro, agentes de resgate ajudam uma mulher a dar à luz. O padre Venel Suffrard, diretor do grupo católico de ajuda humanitária Caritas em Gonaives, disse que funcionários da organização já recolheram 62 corpos das ruas.Mais duas tormentas encontram-se no Atlântico: o furacão Karl e a tempestade tropical Lisa. Nenhum deles representa ameaça a áreas habitadas, neste momento. Os ventos de Karl estão com velocidade de 180 km/h. Lisa tem ventos de 90 km/h.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.