Tempestade Karl atinge o México e pode ameaçar setor petrolífero

Karl está se dirigindo para o Golfo do México e previsão é que se fortaleça e se torne um furacão

Reuters,

16 de setembro de 2010 | 09h40

Tempestade provocou alagamentos na península de Yucatán: Stringer/Reuters

CIDADE DO MÉXICO - A tempestade tropical Karl se dirige para o golfo do México nesta quinta-feira e pode se tornar um furacão, representando uma potencial ameaça às instalações petrolíferas mexicanas.

A gigante estatal de petróleo do México, a Pemex, informou não ter restringido nenhuma de suas operações, mas avisou que vai monitorar a trajetória de Karl à medida que se aproxima de suas instalações na baía de Campeche, no golfo, de onde é extraída a maior parte dos 2,55 milhões de barris que o país produz por dia.

"Karl está se dirigindo para a Baía de Campeche e a previsão é que se fortaleça e se torne um furacão", assinalou o Centro Nacional de Furacões dos Estados Unidos. "Karl poderá se tornar um furacão até sexta-feira", informou o centro.

Centenas de moradores de vilarejos foram removidos à medida que se intensificavam as chuvas e os ventos da tempestade Karl na península do Iucatán, disseram autoridades da defesa civil.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.