Tempestade Lee provoca inundações na Louisiana,EUA

A tempestade tropical Lee provocou chuvas torrenciais e enchentes na costa do Golfo do México hoje, após chegar perto de Nova Orleans. O governador de Louisiana, Bobby Jindal, declarou estado de emergência, afirmando que as enchentes são a "principal preocupação" do Estado depois de a tempestade chegar ao território a cerca de 80 quilômetros a sudoeste de Lafayette, com ventos de 72 quilômetros por hora.

PRISCILA ARONE, Agência Estado

04 Setembro 2011 | 20h00

O Centro Nacional de Furacões, sediado em Miami, informou que a tempestade estava se movendo lentamente para o norte e deve mudar o rumo para o leste-nordeste ainda hoje, uma semana depois de o furacão Irene atingir a costa leste dos Estados Unidos.

Em Paterson, Nova Jersey, o presidente Barack Obama reuniu-se com moradores afetados pelo Irene e recebeu informações sobre os trabalhos de recuperação. Ele prometeu que "todas as comunidades que foram afetadas" pelas tempestades receberão apoio.

"Tem-se falado sobre se haverá uma desaceleração no envio de fundos para alívio emergencial", disse ele. "Eu quero deixar claro que vamos cumprir nossas obrigações federais, porque somos um único país, e quando uma parte do país é afetada, se for um tornado em Joplin, no Joplin, Missouri, ou um furacão que afeta a costa leste, nós nos unimos como um país e asseguramos que todos recebam a ajuda que precisam."

O governador do Mississippi, Haley Barbour, declarou estado de emergência em vários condados e pediu aos moradores que "não subestimem o impacto" de Lee. Avisos de tornado também foram emitidos da Louisiana até a Flórida, já que os fortes ventos de Lee derrubaram linhas de transmissão de energia e rodovias ficaram bloqueadas com a queda de árvores. Como a expectativa de chuva em algumas áreas é de 508 milímetros durante o fim de semana, autoridades disseram a moradores de Estados costeiros assim como do Kentucky e Tennessee a se prepararem para grandes enchentes.

Lee atinge a costa do Golfo do México seis anos após a região ter sido devastada pelo furacão Katrina. O sistema de diques ao redor de Nova Orleans não suportou a força do Katrina e a maior parte da cidade foi inundada. Mais de 1.500 pessoas morreram. As informações são da Dow Jones.

Mais conteúdo sobre:
tempestade Lee Louisianna Estados Unidos

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.