Tempestade na costa leste dos EUA mata oito em 2 dias

Um temporal que castiga a costa leste dos Estados Unidos pode ser o pior em 14 anos, disse nesta segunda-feira, o governador de Nova York. Pelo menos oito pessoas morreram devido à destruição causada por ventos, que chegaram a 65 km/h, e por inundações. Os aeroportos de Nova York cancelaram cerca de 300 vôos na região no último sábado e domingo.Diante da possibilidade de que evacuações em Long Island sejam necessárias, o governador de Nova York, Eliot Spitzer, ordenou o posicionamento de 3,2 mil soldados da Guarda Nacional em regiões suscetíveis a inundações. Cerca de 7,5 mil pessoas passaram o domingo sem energia elétrica na região.Centenas de moradores de Nova York, Connecticut, New Jersey e Carolina do Norte também ficaram sem energia.No interior, é esperada uma nevasca que, nas áreas mais elevadas do estado, nos Adirondacks (montanhas próximas ao Canadá), poderia chegar a 50 centímetros.As chuvas se estendem por toda a costa leste, desde a Flórida, no sul, até a Nova Inglaterra, no norte. Na Flórida e na Carolina do Sul, foram emitidos alertas sobre possíveis tornados, e, na faixa entre Virgínia e Nova York, avisos sobre possíveis inundações.Danos Em New Rochelle, cidade a 16 quilômetros de Nova York, foi declarado estado de emergência e 250 pessoas foram evacuadas de suas casas e tiveram de dormir em um abrigo improvisado em um ginásio de esportes. No Estado da Virgínia Ocidental, os serviços de urgência tiveram que evacuar cerca de 20 pessoas ilhadas em suas casas e veículos pelas inundações causadas pela tempestade. Duas pessoas continuam desaparecidas na região.Em Rhode Island, fortes ventos interromperam o fornecimento de energia para o Aeroporto T.F. Green na manhã desta segunda.Em Connecticut, onde foram registrados mais de 43 mil focos de apagões, a Cruz Vermelha dos EUA abriu um chamado de emergência devido à rápida elevação das águas. Barcos e caminhões participaram de resgates a pessoas ilhadas.Na cidade de Nova York, algumas ferrovias ficaram com o tráfego interrompido por várias horas e nove alertas de emergência foram emitidos ás regiões inundadas.Autoridades dos Estados afetados esperam que os danos causados pela tempestade superem os causados em 1992, quando um fenômeno semelhante causou milhões de dólares em estragos e forçou centenas de pessoas a saírem de suas casas.O governador da Virgínia do Oeste, Joe Manchin, declarou estado de emergência para todo o território.Tempestade raraNo domingo, o Departamento Nacional de Meteorologia registrou precipitação de 14 centímetros, superando o recorde de 4,5 centímetros registrado em um único dia no ano de 1906.A tempestade, que continuará pelo menos até o final desta segunda, deixou ao menos oito mortos no meio oeste americano. Três deles em acidentes no Kansas, onde a neve chegou a 30 centímetros, e dois, no Texas.Os meteorologistas acreditam que uma tempestade com essa força nesse período do ano é um fenômeno incomum, que só ocorre uma vez a cada 25 anos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.