Tempestade no Golfo pode obrigar retirada de tampão

O governo dos Estados Unidos anunciou que vai decidir ainda hoje se ordena a suspensão dos trabalhos de recuperação do petróleo do vazamento da plataforma da British Petroleum (BP) no Golfo do México, por causa da aproximação de uma tempestade. A suspensão poderá implicar na retirada do pessoal e na remoção da tampa colocada pela BP para conter o vazamento.

AE, Agência Estado

22 de julho de 2010 | 16h55

"Neste momento, temos uma trajetória da tempestade que a coloca dentro do Golfo. Acho que não há dúvida de que essa tempestade se intensificou e decisões serão tomadas, provavelmente hoje à tarde, sobre a retirada de parte do equipamento. Se a área for evacuada, se vamos ou não remover a tampa é uma decisão que será tomada nas próximas horas", disse o porta-voz da Casa Branca, Robert Gibbs.

Sem técnicos no local para monitorar a pressão dentro do poço, a sugestão do coordenador das operações de contenção do vazamento, o almirante reformado da Guarda Costeira Thad Allen, é de que a tampa seja removida. A tampa foi instalada pela BP na boca do poço na semana passada, na tentativa de conter o vazamento de petróleo iniciado em 20 de abril após uma explosão que matou 11 trabalhadores. Ela está em testes, para ver se suporta a pressão.

Segundo o Centro Nacional de Furacões dos EUA (NHC), a chamada Depressão Tropical 3 está entre Bahamas e Cuba, movendo-se na direção noroeste, e deverá chegar ao Golfo do México amanhã. As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.