Tempestade pode trazer mais cheias às Filipinas

País vem sendo atingido pelas piores tempestades em 40 anos.

BBC Brasil, BBC

30 de outubro de 2009 | 21h12

A quarta tempestade que atingiu as Filipinas em um mês trouxe fortes ventos e chuvas à região de Quezon, no leste do país.

A meteorologia afirma que o tufão Mirinae está seguindo a mesma rota da tempestade Ketsana, que trouxe as mais fortes chuvas em 40 anos à capital, Manila.

Mirinae, que está viajando a 150km/h, deve atingir a capital no sábado de manhã.

Muitas partes do país ainda sentem os efeitos da tempestedade.

Preparação

O porta-voz da Defesa Civil, Ernesto Torres, disse que a entidade se prepara para "o pior".

"Levando em conta que o terreno já está saturado de água, podem ocorrer cheias em algumas áreas. É difícil prever onde vai alagar mas estamos nos preparando para o pior", disse ele.

Os 12 milhões de habitantes da capital e outros que se encontram no caminho do tufão foram orientados a estocar suprimentos que durem pelo menos 72 horas.

Escolas foram fechadas e caminhões com suprimentos foram enviados a diversas províncias.

Há relatos de que milhares de pessoas estão isoladas na ilha principal, impossibilitadas de voltarem a suas casas. BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Tudo o que sabemos sobre:
filipinascheiasmanila

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.