Tempestade tropical está a ponto de virar 1º furacão do ano

Alberto, a primeira tempestade tropical datemporada no Oceano Atlântico, está a ponto de se transformar no primeiro furacão do ano. A tempestade desloca-se rumo à costa da Flórida, onde milhares de pessoas já foram evacuadas. Segundo o último boletim do Centro Nacional de Furacões dos EUA (NHC), às 23 horas (1 hora desta terça-feira, em Brasília) o Alberto, que jácausou graves inundações no oeste de Cuba, se encontrava cerca de 165 quilômetros a sudoeste de Cedar Key e 150 de Apalachicola. De acordo com a trajetória projetada pelos meteorologistas, considerando a velocidade de deslocamento, a tempestade deve chegar ao litoral americano, no nordeste do Golfo do México, dentro de 10 horas. O Alberto se desloca sobre as águas quentes do Golfo do México e as altas temperaturas da região funcionaram como combustível para fortalecer o fenômeno. Os meteorologistas prevêem que ele chegue ao norte da Flórida transformado num furacão de categoria menor. Os ventos máximos detectados são de 110 km/h, 9 km/h a menos que o necessário para passar à categoria de furacão. "Ele pode se intensificar um pouco mais e se transformar num furacão de intensidade mínima. O maior impacto do sistema na área deve ser uma grande quantidade de chuvas", disse Roberto García, meteorologista do NHC.Emergência Com a aproximação da tempestade, o governador da Flórida, Jeb Bush, declarou situação de emergência no noroeste do Estado e ordenou a evacuação de vários condados do litoral. Mais de 20 mil moradores do litoral do Golfo do México tiveramde abandonar a região devido ao temor de inundações. O Alberto pode provocar ressacas ciclônicas, dois a três metros acima dos níveis normais, em grande parte da área que está sob aviso de furacão. Um grupo de cerca de 500 soldados da Guarda Nacional já está pronto para atuar, caso o Alberto cause graves prejuízos. Segundo as projeções do NHC, o Alberto, depois de atingir o noroeste da Flórida, se enfraqueceria e seguiria como tempestade pela Geórgia, Carolina do Sul e Carolina do Norte. A temporada de furacões começou no dia 1 e vai até 30 deNovembro. Este ano, a previsão é de 13 a 16 tempestades tropicais formadas na bacia atlântica. De 8 a 10 podem se transformar em furacões, segundo as previsões da Direção Nacional de Oceanos e Atmosfera dos EUA (NOAA). De quatro a seis furacões poderiam ainda se transformar emciclones de categoria três ou mais na escala Saffir-Simpson, que vai até cinco.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.