Tempestades causam devastação no Oriente Médio

Países mediterrâneos sofreram com chuvas, ondas gigantes, ventos e nevascas pelo segundo dia consecutivo.

BBC Brasil, BBC

12 de dezembro de 2010 | 17h00

Ondas gigantes destruíram pesqueiros libaneses

Fortes ventos, chuvas e nevascas causaram devastação em países do Oriente Médio e leste do Mediterrâneo, pelo segundo dia consecutivo.

As tempestades fizeram afundar um navio perto da costa de Israel neste domingo, forçaram o fechamento de portos e atrapalharam o envio de cargas pelo canal de Suez.

Ondas de até 10 metros de altura destruíram barcos de pesca no Líbano. Na capital síria, Damasco, estradas tiveram que ser interditadas por causa da neve.

Na cidade libanesa de Trípoli, uma mulher morreu por causa da queda de uma árvore sobre o seu carro. Outras cidades da região enfrentaram alagamentos e transtornos.

Muitos voos que tinham aeroportos do Oriente Médio como destino ou origem sofreram atrasos.

As tempestades deram fim a um longo período de secas no Líbano, na Síria e em Israel - onde um incêndio, há poucos dias, devastou uma floresta e matou 40 pessoas.

Portos egípcios

No Egito, ventos de mais de 60 km/h forçaram o fechamento da maioria dos portos - incluindo o maior do país, em Alexandria.

Na mesma cidade, três pessoas morreram após o desabamento de uma fábrica, mas a polícia negou relatos iniciais de que o incidente tenha sido decorrente das fortes chuvas.

O correspondente da BBC no Cairo Jon Leyne relata que a cidade está sofrendo com as rajadas frias de ventos e tempestades de areia.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.