Tempestades e tornados deixam pelo menos 33 mortos nos EUA

Equipes de emergência passaram a manhã desta segunda-feira em busca de sobreviventes nas comunidades arrasadas pelas violentas tempestades que atingiram diversos Estados norte-americanos na noite de ontem, deixando um rastro de pelo menos 33 mortos e mais de cem feridos. A intensa série de tempestades, que incluiu alguns tornados, atingiu ontem uma faixa de terra que vai da Louisiana até a Pensilvânia. Os Estados de Tennessee e Alabama foram os mais afetados. O balanço de vítimas incluía 16 mortos no Tennessee, 10 no Alabama, cinco em Ohio, um na Pensilvânia e outro no Mississippi.Em Ohio, um tornado destruiu uma sala de cinema poucos minutos após o término das sessões.Enquanto as tormentas dirigiam-se rumo ao leste, hoje pela manhã foram emitidos alertas referentes à chegada de tornados nos Estados de Maryland, Virginia, Carolina do Sul e Georgia. Ainda não se sabe a gravidade dos danos causados nessas áreas. Centenas de casas ficaram sem luz na região das Carolinas.Em Mossy Grove, no Tennessee, as autoridades locais tentam determinar o paradeiro de 45 pessoas, desaparecidas após as tempestades. Linhas telefônicas foram interrompidas e estradas estavam bloqueadas, o que dificultava as buscas.Os ventos atingiram 225 quilômetros por hora no Tennessee e foram acompanhados por fortes chuvas e queda de granizo. Gene Rench, especialista do Serviço Meteorológico Nacional, em Memphis, comentou que as altas temperaturas, incomuns, registradas nos últimos dias, seguidas por uma frente fria criaram as condições ideais para a formação dos tornados.Segundo as autoridades locais, havia 55 feridos no Tennesse, 50 no Alabama, 21 em Ohio, 30 no Mississippi, quatro na Georgia e dois na Pensilvânia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.