Tempestades matam duas pessoas na Coreia do Norte

A Coreia do Norte informou neste sábado que duas pessoas morreram e cerca de 760 tiveram de deixar suas casas por causa das chuvas torrenciais que atingiram a região central do país nesta semana. A agência de notícias estatal KCNA disse que as tempestades danificaram mais de 150 casas e 1.720 hectares de fazendas, segundo estimativa preliminar.

Agência Estado

13 de julho de 2013 | 10h41

As três províncias que foram mais atingidas pela chuva fazem fronteira com a Coreia do Sul, incluindo a província de Kangwon. Parte de Kangwon pertence à Coreia do Sul e é delimitada por uma zona desmilitarizada.

A Coreia do Norte tem reportado mortes e destruição de casas e terras durante as chuvas sazonais de monção nos últimos anos.

A KCNA disse que os serviços meteorológicos preveem até 400 milímetros de água por causa de chuvas em algumas áreas pelos próximos três duas. Na terça-feira, o serviço disse que mais de 200 milímetros de chuva tinham atingido várias cidades norte-coreanas durante os últimos três dias.

Chuvas torrenciais também ocorreram na Coreia do Sul, atrasando voos e danificando casas. Mas não há relatos de vítimas fatais. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
estatal KCNAprovícia de Kangwon

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.