Tempestades no Sul da China deixam 18 mortos e quatro desaparecidos

As intensas chuvas que atingiram diversas províncias do sul da China na última semana deixaram 18 pessoas mortas e quatro desaparecidas. As tempestades derrubaram milhares de casas e deslocaram dezenas de milhares de moradores, segundo o Ministério dos Assuntos Civis chinês. As mortes foram causadas por desmoronamento de casas, deslizamentos, afogamentos ou raios.

Estadão Conteúdo

20 de junho de 2015 | 08h00

A província de Hubei, onde foram registradas as chuvas mais fortes, reportou o maior número de mortes, 10 no total. A agência local de assuntos civis informou que 664 mil pessoas foram afetadas pelo mau tempo. Na província vizinha de Hunan, as tempestades afetaram 527 mil pessoas. Outras cinco pessoas morreram no município de Chongqing. Já a província de Guizhou reportou duas mortes e uma pessoa morreu na província de Anhui.

Autoridades também estavam buscando uma solução para os cerca de 17 mil porcos que se afogaram após a tempestade que atingiu o sudoeste da região de Guangxi. A fazenda de porcos cheirava mau neste sábado, quase uma semana após a chuva volumosa chuva registrada na aldeia de Liuye.

Fonte: Associated Press

Tudo o que sabemos sobre:
Chinachuvamorte

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.