Tempo para negociar com Irã está acabando, diz Hillary

A secretária de Estado dos EUA, Hillary Clinton, deixou claro neste sábado que o tempo está acabando para a diplomacia sobre o programa nuclear do Irã e afirmou que as negociações para evitar que Teerã desenvolva armas nucleares prosseguirão em meados de abril.

AE - AP, Agência Estado

31 Março 2012 | 20h36

Com especulações sobre um possível ataque militar dos Estados Unidos ou de Israel pesando sobre a próxima rodada de discussões em Istambul no dia 13 de abril, Hillary disse que a "janela de oportunidade do Irã" para uma solução pacífica "não ficará aberta para sempre".

Ela também expressou dúvidas sobre se o Irã tem qualquer intenção de negociar uma solução que satisfaça os EUA, Israel e outros países que acreditam que os iranianos estão tentando desenvolver armas nucleares. Teerã defende que seu programa tem apenas fins pacíficos como pesquisas e geração de energia.

"Iremos com uma intenção: resolver as preocupações da comunidade internacional sobre o programa nuclear iraniano", disse Hillary numa conferência sobre segurança na Arábia Saudita.

As afirmações da secretária se seguiram ao anúncio do presidente dos EUA, Barack Obama, na sexta-feira de que seu país está avançando em direção a penalidades destinadas a privar o Irã da receita do petróleo, enquanto também trabalha com a Arábia Saudita e outros países do Golfo Pérsico para assegurar a oferta mundial da commodity.

Mais conteúdo sobre:
Irã EUA negociação armas nucleares

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.