Tempo ruim dificulta resgate após naufrágio em ilha australiana

Até o momento, foram resgatadas com vida 44 pessoas, entre elas 11 crianças

Efe,

16 de dezembro de 2010 | 03h41

O tempo ruim dificulta nesta quinta-feira, 16, o resgate de dezenas de imigrantes ilegais que viajavam em um barco que naufragou ontem na ilha australiana de Christmas, no Oceano Índico, informaram fontes oficiais.

Até o momento estão confirmados 28 mortos, mas espera-se que o total aumente para pelo menos 50, já que o número exato de passageiros ainda é desconhecido, afirmou o ministro da Imigração, Chris Bowen. Foram resgatadas com vida 44 pessoas, entre elas 11 crianças.

Alguns moradores da ilha assinalaram que a tragédia poderia ter sido evitada se fossem respondidas mais rapidamente as mensagens de socorro do navio indonésio, escoltado por um patrulheiro naval.

Pamela Curr, uma ativista a favor dos direitos destes imigrantes, assegurou à Agência Efe que os moradores da região escutaram os gritos procedentes da embarcação e durante 30 minutos tentaram estabelecer contato telefônico com a Marinha, mas não tiveram sucesso.

O Partido Verde solicitou que uma comissão independente investigue o caso, ao estranhar que o potente radar militar da Ilha Christmas não tenha detectado a embarcação.

Tudo o que sabemos sobre:
NaufrágioAustráliaIlha

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.