Temporal causa 16 mortes no norte da China

Pelo menos 16 pessoas morreram nos últimos dias por causa do intenso temporal com vento e neve que afeta o norte da China, o pior em 56 anos. No entanto, está contribuindo para aliviar a seca na região, confirmaram nesta quarta-feira, 8, fontes oficiais.Na cidade de Weihai, na província de Hebei, dois marinheiros se afogaram enquanto trabalhavam, carregados pelas ondas e pelos ventos de quase de 145 km/h. Um bombeiro morreu quando tentava resgatar os passageiros de um táxi.Na mesma localidade, o temporal destruiu fazendas de pesca ecausou danos a várias casas. As perdas econômicas são calculadas em US$ 112,5 milhões pelo governo local, segundo fontes citadas nesta quarta-feira pela agência estatal Xinhua.Em outras cidades portuárias da província os ventos interromperam o fornecimento de gás e eletricidade.Em Dalian, na província vizinha de Liaoning, 10 pessoas morreram após a queda de dois guindastes de construção arrastados pelo temporal, informa a Xinhua.As 13 últimas vítimas se unem aos três mortos em Shenyang, acapital da província, onde a neve derrubou dois mercados.Mas as neves trouxeram também um efeito positivo: aliviar a seca na faixa setentrional chinesa, segundo o subdiretor do Escritório Meteorológico de Liaoning, Zhang Lixiang.Na província, onde um milhão de hectares de cultivo sofrem com a seca, as chuvas forneceram 6 bilhões de metros cúbicos de água, "o equivalente a seis açudes e é uma bênção para as terras áridas", disse.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.