Temporal deixa cinco mortos e um desaparecido na Argentina

Um temporal com fortes chuvas que atinge quatro províncias da Argentina deixou cinco mortos e um desaparecido, além de causar nas últimas horas cortes de eletricidade, destelhamento de casas e queda de árvores, informaram neste domingo fontes oficiais. As fortes chuvas também fizeram com que centenas de pessoas fossem retiradas das regiões atingidas. Três jovens foram encontrados sem vida em um túnel subterrâneo do bairro portenho de Belgrano, indicaram porta-vozes da Polícia local. As autoridades procuram um outro homem que aparentemente estava com as vítimas.Um outro jovem morreu eletrocutado quando caminhava na cidade argentina de Gualeguaychú, situada na província de Entre Ríos, outros dos distritos atingido pelo temporal.Um indigente morreu afogado neste domingo na cidade de Lomas de Zamora, província de Buenos Aires, ao ser arrastado por uma corrente de água durante o temporal de chuva e granizo.Além disso, o Aeroparque de Buenos Aires, destinado aos vôos domésticos, suspendeu suas operações depois que um raio produziu "uma grave falha no sistema que mede a intensidade do vento", assinalaram porta-vozes da Força Aérea argentina.As fontes asseguraram que os vôos "foram retomados após a instalação de um sistema de substituição", que permitiu que as centenas de pessoas que se encontravam no local pudessem viajar.O Serviço Meteorológico Nacional (SMN) mantém um alerta climático para as províncias argentinas de Corrientes, Entre Ríos e Santa Fé, enquanto suspendeu esta advertência para Buenos Aires, onde estão previstas novas tempestades, mas de menor intensidade.A província de Córdoba também se uniu à lista de distritos atingidos pelas fortes chuvas, mas ainda não se encontra sob alerta meteorológico.O temporal, que começou por volta de meia-noite do sábado, foi causado pela "interação de uma frente fria com uma massa de ar quente", explicou a fonte.As tempestades aconteceram depois das altas temperaturas registradas no sábado em Buenos Aires, que chegaram perto dos 40° C, embora após as chuvas tenha caído para a casa dos 20º C.Cortes de energiaComo conseqüência do temporal, várias cidades do litoral atlântico, entre elas Mar del Plata, sofreram no sábado à noite cortes de energia por causa da queda de 22 postes de alta tensão, segundo indicou a Empresa Distribuidora de Energia Elétrica Atlântica (EDEA), encarregada de fornecer o serviço nessa região.Além da cidade turística de Mar del Plata, os cortes aconteceram também nos distritos portenhos de Necochea, Balcarce, Miramar e Adolfo Gonzales Cháves no meio de um forte temporal de vento e chuva, que desligou parte do sistema elétrico e prejudicou milhares de usuários.Também ocorreu falta de energia elétrica em localidades ao norte de Buenos Aires, onde a companhia provedora Edenor tentava restabelecer o serviço, indicaram porta-vozes da firma.Enquanto isso, mais de 200 pessoas foram retiradas de bairros nos arredores de Buenos Aires, onde os ventos arrancaram telhados, derrubaram árvores e provocaram inundações, detalhou a Defesa Civil argentina.As chuvas causaram neste domingo, além disso, a derrubada de uma marquise em construção em pleno centro portenho, embora não tenha causado vítimas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.