Tensão com ataques faz mercado Ásia-Pacífico abrir em baixa

O mercado de ações abriu em queda nesta segunda-feira no circuito financeiro Ásia-Pacífico, refletindo o nervosismo gerado pela retaliação dos Estados Unidos e aliados contra o Afeganistão. Segundo analistas, os operadores estavam preparados para a ação militar, mas o momento escolhido não deixou de surpreender. Os investidores estão em copasso de espera para sentir a reação de Wall Street e os desdobramentos no próprio campo militar. ?Acho que temos de esperar e ver quanto tempo vão durar os ataques?, disse David Kim, administrador-geral de capitais estrangeiros da Seoul Securities. As ações perdiam 1,1% na Bolsa de Seul nas primeiras horas do pregão. ?As pessoas estão nervosas?, justificou Kim. Na Austrália, a queda era de 1,3% e na Nova Zelândia, de 0,3%. O maior mercado asiático, porém, não vai servir de parâmetro nesta segunda-feira: a Bolsa de Tóquio fica fechada por causa de um feriado nacional japonês. Leia o especial

Agencia Estado,

07 Outubro 2001 | 22h53

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.