Tensão e reforço da segurança em Cabul após protestos anti-EUA

A segurança foi reforçada nesta terça-feira na capital afegã, onde foi decretado um toque de recolher à noite, após os graves distúrbios nos protestos contra os Estados Unidos, que fizeram pelo menos 14 mortos.As autoridades afegãs impuseram o toque de recolher em Cabul durante a noite. Não há informações de novos incidentes. A segurança foi reforçada em toda a cidade, patrulhada por tanques e tropas internacionais e afegãs."O Exército tem a cidade sob controle", informou o porta-voz do Ministério da Defesa, Zahir Azimi. Ele acrescentou que é a primeira vez que tanques patrulham Cabul desde a queda do regime taleban, no fim de 2001.Membros da Força Internacional para a Assistência à Segurança no Afeganistão (Isaf) deram proteção a 21 diplomatas europeus e ao pessoal da Comissão Européia. Eles pediram ajuda para ser evacuados dos lugares onde estavam no momento dos distúrbios, informou o comando militar.O comandante da Isaf, general Richards, afirmou após a operação de resgate que havia um risco significativo. As tropas se mantiveram o dia todo em alerta e deram apoio ao Exército e à polícia durante os protestos contra os EUA. A manifestação começou por causa de um acidente de trânsito e se prolongou por todo o dia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.