Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Tensão entre Índia e Paquistão diminuiu, diz Powell

O secretário de Estado americano, Colin Powell, chegou hoje à capital indiana, depois de ter visitado o Paquistão na quarta-feira, e declarou que o governo paquistanês está considerando entregar à Índia os terroristas não paquistaneses que constam da lista com 20 nomes cuja extradição é exigida pelo governo de Nova Délhi."Ele (o presidente paquistanês, Pervez Musharraf) está considerando que a atitude mais apropriada seria devolvê-los para o lugar de onde vieram", disse Powell à imprensa logo após reunir-se com o chanceler indiano, Jaswant Singh. Uma das condições impostas pela Índia para a retomada do diálogo é a extradição para julgamento em Nova Délhi das 20 pessoas (algumas indianas) acusadas de atividades terroristas e de envolvimento no atentado suicida de 13 de dezembro contra o Parlamento indiano.Powell também declarou que, na sua opinião, diminuíram consideravelmente as tensões entre a Índia e o Paquistão. "Não creio que a situação seja tão perigosa como há uma ou duas semanas", disse à TV americana CBS. O secretário de Estado disse que os indianos responderam positivamente às medidas de repressão adotadas por Musharraf contra os grupos extremistas islâmicos, mas ainda exigem mais ação.Powell se reunirá amanhã com o primeiro-ministro indiano, Atal Behari Vajpayee, e seu assessor de Segurança nacional antes de viajar para o Nepal.Apesar da repressão do Paquistão aos rebeldes integristas, duas pessoas morreram e oito ficaram feridas hoje com a explosão de uma bomba em um grande mercado na localidade de Jammu, capital de inverno da Caxemira indiana. Nenhum grupo assumiu o atentado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.