Tensões entre Coreias se voltam para ilhas sul-coreanas

As tensões elevadas entre as duas Coreias se focaram nesta quinta-feira sobre uma ilha que o Norte atacou em 2010, tendo em vista que o primeiro-ministro do Sul visitou o local e o norte-coreano Kim Jong Un liderou um exercício de artilharia perto da ilha, segundo a mídia estatal do Norte.

AE, Agência Estado

14 de março de 2013 | 04h13

O primeiro-ministro da Coreia do Sul, Chung Hong-won, visitou a ilha Yeonpyeong, perto da fronteira marítima entre os dois países no Mar Amarelo. Chung verificou as instalações de evacuação e visitou uma unidade de Corpo de Fuzileiros Navais na ilha, de acordo com seu escritório.

A agência de notícias estatal da Coreia do Norte informou nesta quinta-feira que Kim guiou um exercício de artilharia em uma base próxima a Yeonpyeong. A artilharia desta base bombardeou a ilha em novembro de 2010, matando quatro pessoas.

A reportagem não disse quando o exercício ocorreu, embora a Coreia do Norte tenha dito na semana passada que Kim havia visitado a mesma base. O ministério de Defesa da Coreia do Sul disse que não tinha informações sobre o exercício relatado.

Kim também supervisionou um exercício de tiro em uma base perto da ilha sul-coreana de Baengnyeong, de acordo com a agência. Os treinos foram destinados a testar a prontidão de batalha contra as instalações militares das duas ilhas da Coreia do Sul, disse a notícia.

Baengnyeong e Yeonpyeong ficam perto da fronteira marítima entre as duas Coreias no Mar Amarelo. O limite marítimo foi elaborado pela Organização das Nações Unidas (ONU) quando as hostilidades na Guerra da Coreia terminaram com um cessar-fogo em 1953. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Coréia do NorteCoreia do Sulameaças

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.