Tentativa de fuga deixa 29 mortos na Somália, diz ONG

Corpos de 29 refugiados apareceram na costa do Iêmen, em um momento em que é registrado o aumento do número de pessoas tentando fugir da violência na Somália, alertou hoje o grupo humanitário Médicos Sem Fronteiras. Os corpos surgiram perto de Wadi al-Barakin, ontem. Contrabandistas teriam forçado as vítimas a deixarem a embarcação e a nadar até a costa, segundo a entidade, que atribuiu a informação a sobreviventes."Os sobreviventes explicaram que os contrabandistas trataram os passageiros brutalmente durante a viagem. Eles informaram que mais de dez pessoas morreram no trajeto, várias delas sufocadas e três, duas delas crianças, foram jogadas ao mar pelos contrabandistas", afirmou a organização não-governamental (ONG). Autoridades iemenitas notaram um forte aumento no número de refugiados chegando à costa do país. Na semana passada, foram 882 somalis e 12 etíopes - o dobro da média. O Alto Comissariado das Organizações das Nações Unidas (ONU) para Refugiados advertiu ontem que em agosto houve um aumento de refugiados por causa dos violentos conflitos na Somália.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.