Tentativa de furto em instalações biológicas no Casaquistão

Autoridades do Casaquistão detiveram um homem que entrou em uma antiga instalação soviética de armas biológicas, onde vírus mortais ainda são estudados e armazenados. Um homem não-identificado entrou no Centro Científico de Isolamento de Infecções e Zoonoses por volta da hora do fim do expediente da segunda-feira, disse o diretor do centro, Alim Aikimkbayev, em entrevista à imprensa. O homem pretendia roubar tubos de ensaio, mas foi detido antes de realizar seu intento, acrescentou o diretor. O centro de pesquisas em Almaty, a antiga capital do Casaquistão, era parte do complexo da indústria de armas biológicas soviética e participava do desenvolvimento de campos de testes para o antraz e outros agentes em uma ilha do Mar de Aral. O Casaquistão renunciou ao desenvolvimento de armas de destruição em massa, e o centro atualmente promove estudos sobre os vírus e os meios de enfrentá-los, no caso de um ataque com armas biológicas.Aikimkbayev não explicou como o homem conseguiu entrar no prédio, e disse que o sistema de segurança que protege o centro foi recentemente instalado com a ajuda financeira dos EUA.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.