Tentativa de golpe é frustrada no Congo

O governo do Congo anunciou hoje ter frustrado uma tentativa de golpe de Estado. Após uma madrugada tensa na capital Kinshasa, com disparos de tanques e de patrulhas, o presidente Joseph Kabila apareceu na televisão informando ter debelado a iniciativa dos rebeldes. Houve confrontos perto de uma base militar, de emissoras e até da mansão presidencial. É a segunda crise no mês a atingir o governo de transição de Kabila, que tenta unir diversas facções que restaram da devastadora guerra civil entre 1998 e 2002.Por volta da meia-noite, horário local, um oficial identificado como major Eric Lengue tomou uma estão de rádio e declarou que suas forças haviam "neutralizado" o governo. Seguiu-se então um blecaute, e os confrontos começaram. Antes da alvorada, o governo anunciava que "a situação está completamente sob controle", e a mídia exortava a população a seguir seu dia, normalmente. O ministro das Relações Exteriores Antoine Ghonda atribuiu a ação a um "movimento isolado" das forças de segurança, que incluiriam até dissidentes da guarda de Kabila. Doze rebeldes foram presos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.